[Especial] Fabulosa X-Force: A Solução Apocalíptica e Nação Deathlock!

[Especial] Fabulosa X-Force: A Solução Apocalíptica e Nação Deathlock!

Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock Destaque 1

Arcos Principais: A Solução Apocalíptica (Apocalypse Solution) e Nação Deathlock (Deathlock Nation).
Publicação Original/ Brasil: Uncanny X-Force#1-7 e #5.1 (Marvel, 2010)/ X-Men Extra #119-124 (Panini, 2011).
Roteiro/ Arte: Rick Remender / Jerome Opeña e Esad Ribic.

Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock 1

A X-Force da dupla Craig Kyle e Chris Yost (2008-2010) foi uma das melhores séries X daquela época, com um primeiro ano incrível, violento, cheio de ação e boas reviravoltas. Com o Segundo Advento a série foi cancelada (assim como outras) e em seu lugar entrou a continuação direta Fabulosa X-Force, escrita por Rick Remender e com desenhistas de peso. O impacto inicial não foi o mesmo do Kyle & Yost, mas também não é frustrante. Este review especial comenta os dois primeiros arcos (#1-7): Solução Apocalíptica e Nação Deathlock; que retomam a equipe, agora com novos membros e missões, escondida até mesmo de Ciclope. Com spoilers!

O complicado de falar dessa Fabulosa X-Force, como estou lendo na sequência, é que tanto a X-Force do Kyle & Yost quanto o Segundo Advento foram excelentes, deixando a difícil tarefa de manter a qualidade. Após Ciclope perceber que seu grupo secreto havia ido longe demais, ele desmancha toda a equipe. Porém Wolverine e Anjo não aceitaram e juntaram uma nova galera, mas escondido de Scott. Os dois são os novos líderes, ganhando o apoio de Psylocke (caso o Arcanjo se sobressaia) e recrutando os mercenários Fantomex e Deadpool. Rick Remender (Capitão América, Venom) não dá muitas informações sobre os membros novos, ficando um pouco estranho, principalmente porque Deadpool tem um novo uniforme branco e ninguém explica se ele trocou ou só usa em missões da nova X-Force, pra manter um padrão branco/ preto.

Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock 2

A SOLUÇÃO APOCALÍPTICA

A primeira missão da equipe é localizar e matar En Sabah Nur, o Apocalipse. Simples assim! Depois de anos lutando contra o vilão, eles acreditam que a equipe pode vencê-lo. Deadpool conseguiu encontrar sua Nave e então Anjo e Wolverine começam a planejar a invasão e possível assassinato de Apoca. Enquanto isso, a própria Psylocke treina numa Sala de Perigo algumas técnicas de matar o Anjo, caso ele se transforme em Arcanjo e não consiga se controlar. Treinamento feito, todos pegam carona na EVA de Fantomex e partem pra Zona Azul da Lua, onde são recebidos pelos Cavaleiros Finais do Apocalipse. Os desenhos são de Jerome Opeña (Vingadores: A Ira de Ultron), muito bonitos e dinâmicos, graças também às cores de Dean White (Thor: O Carniceiro dos Deus). Tanto os novos uniformes quanto as cenas de ação são boas. Psylocke está linda.Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock 3

dois pontos importantes e interessantes nesse arco. O primeiro são os Cavaleiros Finais, com uma história de fundo mostrando como Apoca os encontrou no passado, deixando-os “guardados” pra quando chegar a hora certa, quando ele estiver indefeso. É um retcon, claro. Decimus Furius é um minotauro e o Cavaleiro Guerra. Sanjar Javeed é a Morte, um persa que pode espalhar doenças através de anéis metálicos. Jeb Lee é a Fome, um ex-espião que marcha com um tambor, produzindo sons que matam. E por último, temos a gueixa Ichisumi como Peste, com o poder de liberar hordas de insetos pela boca. São quatro oponentes e tanto, acabando com a X-Force em pouco tempo, exigindo muito de cada membro. Psylocke precisa sincronizar a mente dos colegas para contra-atacarem juntos. Fantomex utiliza de suas ilusões, enquanto Deadpool tira Anjo do jogo e o alimenta com pedações do seu próprio braço (já que se regenera).

Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock 4

O segundo ponto é o próprio Apocalipse. Com os Cavaleiros Finais semi-derrotados (porque nunca é tão fácil), a equipe entra na Nave e descobrem que o Clã Akkaba, que veneram o vilão, estão cuidando de sua versão criança: após uma possível morte/ sumiço, En Sabah Nur reencarnou no corpo de um menino, sendo instruído pelo Clã. A última vez que vi o Apocalipse, ele estava com novos Cavaleiros e atacando os 198 em X-Men do Peter Milligan. Então não entendi o que aconteceu entre aquele momento e essa reencarnação, mas entremos na magia! Arcanjo quer matar o menino Apoca a todo custo, mas Logan e Psylocke acreditam que eles podem subverter o vilão, que se pegarem a criança e treiná-la para o bem ele não se transformará num monstro. Mas enquanto ficam de ladainha, Fantomex vai lá e dá um tiro na testa do menino. Wow! Não esperava por isso. A missão era bem simples e ele foi lá e concluiu. Todos voltam pra casa em silêncio. Um primeiro arco que termina muito bem e com boa arte, empolgando e meio que falando pro leitor “também seremos tão violentos quanto a equipe do Kyle & Yost“.

Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock 6

NAÇÃO DEATHLOCK

O segundo arco, porém, é mais sem sal. Com a morte do pequeno Apoca, alguns membros da equipe ficaram traumatizados. Deadpool principalmente, que não quer levar nas costas a morte de uma criança. Wolverine faz a linha durão e tenta aceitar que foi o melhor, enquanto Psylocke conversa sozinha na Sala de Perigo pra tentar assimilar tudo. Aliás, essa Sala de Perigo improvisada (e o QG da equipe) estão numa caverna secreta do Anjo, com direito a memorabilia de tudo quanto é tipo dos X-Men, como quadros, uniformes e acessórios. Sim, é uma Batcaverna na cara larga, versão X. Achei bem tosco. Esse segundo arco é focado em Fantomex: ele possui O Mundo, uma espécie de laboratório super secreto que ele encolheu usando uma arma do Dr. Destino e, desde então, o carrega no bolso. Quando ele aumenta O Mundo (sim, é bem Chapolim), seu interior parece uma dimensão paralela. Após conversar com sua mãe sobre seu novo trabalho com a X-Force, Fantomex tem sua residência atacada por vários Deathlocks: versões cibernéticas de heróis. Eles querem O Mundo, para darem ao “Pai“. Apocalipse, depois Mundo, agora Pai… tem alguma mensagem bíblica subliminar aqui, Remender?

Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock 7

Esses Deathlocks são soldados do futuro que voltam pro passado a fim de eliminar qualquer traço que, por ventura, possa impedi-los de virem à tona. São de uma realidade onde todos os superseres se entregaram ao Governo e viraram Deathlocks por “um mundo melhor”. Só que um deles se rebelou e percebeu a condição de escravo que possui, resolvendo ajudar a X-Force a combatê-los. Bem, geralmente acho um pé no saco histórias com realidades paralelas, gente vindo do futuro e cia. Não foi muito diferente aqui. Fantomex aumenta O Mundo e todos entram, pra tentarem achar o Pai ou alguma maneira de derrotá-lo, missão que fica pro Deadpool finalizar, quando ele o encontra e fica sentimental. Um arco interessante por explorar Jean-Phillipe, o Fantomex, por mostrar O Mundo e sua relação com EVA e suas criações, sendo a mãe dele provavelmente uma delas. Mas de resto, um arco bem sem sal.

Fabulosa X-Force - Solução Apocalíptica e Nação Deathlock 5

Há, entre os arcos, a edição especial #5.1 com uma história isolada: a equipe é convocada por Teleporter no Canadá, que vem sendo chantageado por Lady Letal. Os Carniceiros pretendem se teleportar para Utopia e assassinar todos lá. Muita ação, Yuriko usando roupa samurai mais uma vez, muito sangue, homens-bomba e Psylocke cortando gente a rodo, quase uma O-Ren Ishii do Kill Bill. E tem a arte super legal de Rafael Albuquerque (Batgirl Rebirth). No geral, esses dois primeiros arcos de Fabulosa X-Force são legais e divertidos. O primeiro sendo melhor que o segundo. A trama do pequeno Apocalipse é interessante e traz aqueles velhos embates morais, colocando em xeque o papel da equipe. Fantomex, em seu Mundo, também está criando um “bebê” Apoca com capacete da Arma X, deixando um mistério no ar. Quais seus planos? Mas toda a coisa com os Deathlocks, tirando a ótima arte de Esad Ribic (Namor: As Profundezas) com as cores de Matthew Wilson (Viúva Negra), com ótimos efeitos de luz, traz aquela sensação de “já li isso antes”.

nota 7,5 d

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br