[Especial] X-Force/ Cable: Guerra Messiânica!

[Especial] X-Force/ Cable: Guerra Messiânica!

x-force-cable-guerra-messianica-destaque-2

Arcos Principais: Guerra Messiânica (Messiah War).
Publicação Original/ Brasil: X-Force/ Cable: Messiah War,  Cable #13 ao #15, X-Force #14 ao #16 (Marvel, 2009)/ X-Men Extra #101 ao #104 (Panini, 2010).
Roteiro/ Arte: Craig Kyle & Christopher Yost, Duane Swierczynski/ Clayton Crain, Ariel Olivetti, Mike Choi.

x-force-cable-guerra-messianica-7

Guerra Messiânica é a segunda saga da “trilogia do Messias”, que começou em Complexo de Messias e finalizada em Segundo Advento. Também é um crossover entre as séries do Cable e da X-Force, juntando os personagens das duas revistas numa aventura épica pelo tempo, resgatando personagens já mortos e tirando do limbo outros. Ela inicia na one shot Messiah War e continua em Cable e X-Force, alternando em 6 edições. Este especial contém spoilers pra quem não leu.

x-force-cable-guerra-messianica-9

Wolverine e sua X-Force estavam numa missão para salvar Dinamite das mãos da Rainha Leprosa quando receberam novas ordens de Ciclope: precisavam viajar no tempo para auxiliar Cable e Esperança. Logan fica irritado, mas Ciclope é decisivo e os envia a contra gosto. Segundo ele, nada é mais importante que esta missão, nem mesmo a possibilidade de um X-Men morrer. Ele aproveita para dar uma retrospectiva nos últimos eventos, para situar o leitor. No futuro, a X-Force encontra com Cable, que não se importa com eles e acredita que colocarão a vida de Esperança em risco. Enquanto isso, descobrimos que Bishop mentiu para Conflyto (clone de Cable, estava tido como morto) e o envolve numa missão enganosa que alterou essa realidade onde se encontram.

x-force-cable-guerra-messianica-12

Pra completar e irritar ainda mais Cable, surge Deadpool. Segundo sua história, ficou preso durante 800 anos num contêiner, sendo solto e pseudo-controlado por Conflyto, que é uma espécie de governador desta realidade, utilizando tecnologia celestial para a construção da cidade e de seus soldados. A X-Force também descobre que não consegue desativar seus controladores do tempo: eles possuem 32 horas para resolver o assunto e voltarem pro presente, ou seus corpos não aguentarão.

x-force-cable-guerra-messianica-11

Apesar da trama ser “única” e contínua, o roteiro de Cable continua com Swierczynski (Bloodshot e Aves de Rapina) enquanto Kyle & Yost (Novos X-Men) se mantém na X-Force. Não há grandes diferenças, até pra não se desentenderem, mas percebemos a queda de Kyle & Yost pelo lado violento e feroz da história, enquanto Swierczynski se preocupa em destrinchar os dramas pessoais. Até mesmo na arte: Olivetti (A Morte de Hércules) se mantém clean e claro em Cable; enquanto Crain (Carnificina, Motoqueiro Fantasma) continua com uma pintura escura e pesada em X-Force.

x-force-cable-guerra-messianica-10

O cronômetro também foi uma saída interessante dos roteiristas em não esticar muito a saga, focando no que é mais interessante. Bishop usou da raiva de Conflyto por Cable para levá-lo à um futuro onde Apocalypse está fraco (seu antigo mentor) e vencer o vilão, tornando essa realidade a “Era de Conflyto”, esperando pela chegada de Nathan. Mas ele se surpreende ao perceber que Cable está velho e fraco, perdendo sua vingança épica, mas acaba prendendo-o mesmo assim, junto de Esperança e Apache, levando-os para seu QG.

x-force-cable-guerra-messianica-3

Um personagem que se destaca é o Anjo, que está na forma de Arcanjo. Ele sente o chamado de Apocalypse e foge do grupo, encontrando-o fraco numa caverna. Warren foi um dos Cavaleiros do Apocalypse, a Morte. E En Sabah Nur pede que ele o mate, que seja a Morte e dê o golpe de misericórdia. Uma cena dramática muito boa! Anjo fica dividido e não quer continuar matando, optando por dar uma segunda chance à Apocalypse, lhe entregando algumas de suas próprias penas com DNA alienígena e unindo forças para impedir Conflyto.

x-force-cable-guerra-messianica-6

A X-Force se divide para completar a missão: Dominó, Vanisher, Deadpool e X-23 vão procurar a fonte que está atrapalhando seus mecanismos de viagem no tempo; enquanto Logan e Elixir vão resgatar Cable. Na sala real de Conflyto, ele começa a torturar Apache para tentar descobrir a importância da criança, mas é surpreendido pela traição de Bishop, que o atinge em cheio. É o GRANDE momento de Lucas em matar Nathan, depois de passar 12 edições perseguindo-o na série do Cable. Mas ele erra… Conflyto não é tão fácil de derrubar e, como vingança, aniquila seu braço mecânico. Quanta estratagema pra resultados ridículos, Sr. Bishop!

x-force-cable-guerra-messianica-1

Outra cena bastante interessante é quando Esperança tira o capacete de Conflyto e imagina ser Cable, chega a ser emocionante. O clímax ocorre quando Logan ataca Conflyto, que também recebe o toque da morte de Elixir. Deadpool tenta acertar o vilão, mas é dividido ao meio. E continua a falar mesmo assim! Não entendo muito a natureza de seus poderes, mas se tratando do Wade (e de sua história louca), não dá pra saber o que é piada ou não.

x-force-cable-guerra-messianica-5

A fonte que está prejudicando os mecanismos da X-Force é uma idosa Kiden Nixon, antiga amiga de X-23 (que aparece na mini Nyx). Com o tempo se esgotando e Laura sentimental o suficiente para não conseguir matar a amiga, que está numa espécie de coma, sobra pra Dominó fazer o trabalho difícil. Conflyto só é parado quando chega Anjo e Apocalypse.

x-force-cable-guerra-messianica-4

Guerra Messiânica foi um ótimo crossover, com cenas excelentes. Ainda não engoli toda a raiva de Bishop, sendo capaz de fazer essas atrocidades, mas de maneira geral é uma boa história. As cenas mais emocionantes valem a leitura. Perto do final, Apocalypse começa a tentar reivindicar esta realidade e aniquilar os X-Men, mas Anjo o lembra de quando estava fraco. E como pagamento, ele entrega a Esperança ao Cable. Bom os roteiristas mostrarem esse lado do vilão.

nota 8,5 ;

x-force-cable-guerra-messianica-2

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br