[Review] Demolidor: Prefeito Fisk!

[Review] Demolidor: Prefeito Fisk!

Arcos Principais: Prefeito Fisk (Mayor Fisk).
Publicação Original/ Brasil: Daredevil #595-600 (Marvel, 2018).
Roteiro/ Arte: Charles Soule/ Ron Garney e Stefano Landini.

Prefeito Fisk” é o arco que deu início à fase Legado do Demolidor, quando a Marvel relançou a revista do herói levando em conta a numeração geral de suas séries anteriores, começando numa impressionando edição #595. Como o Homem Sem Medo é um dos principais heróis de Nova York, ele ficou mais que chocado ao descobrir que Wilson Fisk, o vilão Rei do Crime, se tornou o novo prefeito da cidade. E pra piorar, entre suas primeiras decisões está a de prender os vigilantes mascarados. Review especial com alguns spoilers!

PREFEITO FISK

O Rei do Crime é um dos principais vilões tando do Homem-Aranha quanto do Demolidor, então foi uma sacada interessante do roteirista Charles Soule ao colocá-lo como o novo prefeito de Nova York, cidade dos dois heróis. Isso dá margem tanto para trabalhar a relação entre os heróis e vilões do lugar, quanto de temas políticos. E pra dar início aos seus planos, Fisk pede que Matt Murdock fique à frente da prefeitura e que crie um projeto de lei para proibir a liberdade dos heróis pela cidade, que por si só já é uma reviravolta. Anteriormente, Murdock conseguiu ir até a Suprema Corte dos EUA para defender o direito dos heróis de deporem e testemunharem utilizando seus trajes e mantendo em segredo suas identidades. Claro que Matt não vai acatar o projeto, mas finge jogar com o Fisk para tentar descobrir seus verdadeiros planos. Como dizem, mantenham os amigos por perto, mas os inimigos mais perto ainda.

Enquanto Matt Murdock se torna o assessor de Wilson Fisk, o Demolidor vira o procurado número 1 de Nova York. A polícia e a opinião pública começam a duvidar dos super-heróis e o vermelhão é transformado em vilão da noite pro dia, retomando seu uniforme negro e pedindo ajuda do Ponto Cego para escapar dos tiras. E aqui entra outro ponto interessante na trama: o retorno de Muse, do arco Arte das Trevas, um dos vilões mais interessantes recentemente. Muse não queria dominar o mundo, como de costume, mas explorar e expor sua arte sangrenta e mórbida, sendo taxado de Vincent Van Gore. Depois de ter arrancado os olhos de Ponto Cego, Muse foi preso pelos Inumanos. Mas ao saber do atual estado do Demolidor, quase como um contraventor, ele foge da prisão e retorna à NY. E seu primeiro golpe: pixar os muros da cidade com a imagem de heróis, provocando Fisk.

Um outro ponto interessante que Soule vem desenvolvendo na série é a abordagem dos poderes do Demolidor, explorando e desenvolvendo seus limites. Nesse arco, por exemplo, percebemos como o Demolidor consegue “aquietar” sua mente, isolar determinados pontos sonoros e ampliar outros, conseguindo ouvir (e “ver“) à distância. Ele inclusive tenta repetir a expansão de sentidos que fez no arco do Muse. E numa dessas investidas ele grampeia o braço direito do Fisk e descobre que ele pretende reunir alguns chefões do crime de NY, como a Gata Negra, Escorpião e Coruja. Como solução, o Demolidor convida outros heróis da cidade para auxiliá-lo a derrubar o prefeito, como Luke Cage, Cavaleiro da Lua e o próprio Homem-Aranha, que se reúnem na edição especial #600. Mas nem tudo é o que parece e, felizmente, não temos a pancadaria clichê entre heróis e vilões que estamos acostumados.

Também vale comentar a presença do Ponto Cego, que passa a ser instigado pela Besta do Tentáculo e a nutrir uma vingança pelo Muse. E também não poderia faltar um embate entre o próprio Demolidor e o Rei do Crime, que não chega a ser surpreendente, mas entretém. Os desenhos continuam do Ron Garney, com as cores de Matt Milla, fazendo um ótimo trabalho. O Demolidor sempre foi um herói que permite os artistas terem uma liberdade visual grande, então temos cenas legais e psicodélicas envolvendo seu “radar”, dando uma ideia ao leitor de como o herói “enxerga” o mundo. Apesar de alguns probleminhas, como o Fisk surgindo do nada como prefeito, é um bom arco que mantém os pontos fortes dessa fase de Charles Soule com o personagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br