[Especial] X-Factor Investigações: a Célula X e o Isolacionista!

[Especial] X-Factor Investigações: a Célula X e o Isolacionista!

X-Factor Investigações - a Celula X e o Isolacionista Destaque

Arcos Principais: Múltipla Escolha (Multiple Issues), Célula X (X-Cell) e O Isolacionista (The Isolationist).
Publicação Original/ Brasil: X-Factor #13 à #24 (Marvel, 2006)/ Wolverine #39 à #50 (Panini, 2007).
Roteiro/ Arte: Peter David/ Pablo Raimondi e Khoi Pham.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 1

O primeiro ano de X-Fator foi marcado por reunir e trazer de volta a equipe sobre a tutela de Madrox, agora como um grupo de Investigação. O clima sombrio e a excelente arte de Ryan Sook junto das cores de Villarrubia ajudaram a deixar a série no ponto certo, entre o obscuro e o fluorescente. Um ótimo começo, mas que precisou se encaixar em alguns eventos mutantes que estavam acontecendo, como a Dizimação e a Guerra Civil. Nesse segundo ano, o grupo conseguiu missões mais interessantes e soltas, mas perdeu seu clima sombrio. A arte de Pablo Raimondi (Os Livros do Destino) é ótima, mas diferente daquele ar noir que tivemos nas primeiras edições. Especial com os arcos do segundo ano de X-Factor Investigações, podendo conter spoilers para quem não leu.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 2

REE-X-AMES

Peter David decidiu iniciar esse segundo ano com um resumão dos últimos acontecimentos, mas sem cair nos recordatórios clichês. Madrox pede que todos os membros façam uma consulta com o psicólogo Dr. Samson, pra desabafarem. Assim descobrimos tanto o que se passou como a situação psicológica de cada um. Guido está em depressão por ter matado um professor, mesmo que inconsciente. M e Syrin continuam irritadas por terem transado com Madrox e/ou uma de suas duplicatas. Lupina pensa ter visto um futuro onde mata Madrox e Laila. Rictor revoltado, por ter perdido os poderes. E Mercúrio com síndrome de Messias, pensando que salvará a raça mutante. A narrativa é ótima, optando por não mostrar o Dr., focando nos dramas da equipe. Um momento em que o Homem Múltiplo coloca na balança se esse grupo consegue, realmente, ir pra frente.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 3

MÚLTIPLA ESCOLHA

Um arco curto em duas edições e muito bom! Três histórias vão se desenvolvendo ao mesmo tempo. A primeira é focada em Guido, que visita Alix (a viúva do homem que ele matou) na tentativa de se redimir. O Fortão é duro na queda, mas também tem um coração. Monet e Syrin continuam sem se entenderem, mas Layla tenta ajudar as duas, sugerindo que elas façam uma viagem rápida à Paris, fazer compras. Há um diálogo muito bom entre Rictor e Madrox, sobre quem seria a mais selvagem na cama (M ou Syrin? Claro que M) e Rictor acaba soltando algumas piadas sobre Mercúrio, numa dessas Madrox diz que Shattrstar poderia ficar com ciúmes! Muito engraçado e já entregando o caso que os dois teriam mais pra frente. Mais um pra vale!

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 4

Em Paris, Syrin e Monet entram em confusão com a polícia local, ao tentarem defender mutantes de preconceituosos, sendo presas. Jamie inicia sua jornada de capturar e absorver as duplicatas que enviou ao mundo, começando pela que está na SHIELD. Mas, no processo, acaba capturado e torturado pela HYDRA, que quer controlar sua mente e criar um super-esquadrão de duplicatas. Eles só não esperavam que cada uma delas possui temperamentos diferentes, gerando uma multiplicação em massa dentro do Complexo numa cena incrível, colocando os planos da HYDRA por água abaixo. Pablo Raimondi sabe criar ótimas cenas de ação, principalmente nessas com vários Homens-Múltiplos, um bônus pela série ter deixado seu lado sombrio de lado.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 5

SEM DOMÍNIO

Madrox continua sua jornada de recuperar suas duplicatas. Dessa vez chega numa cidade do interior, onde uma delas tinha a missão de aprender mais sobre religião. Madrox se depara com uma cópia que se transformou em pastor, casou e até teve um filho! Os dois travam um embate psicológico feroz. O original absorve e deixa uma mulher e seu filho abandonados? Ou deixa a cópia continuar seguindo sua própria vida? Algo bem interessante que Peter David traz pros leitores. Eu nem imaginava que uma duplicata pudesse, por exemplo, ter filho. Madrox decide por deixar a situação como está, bem emocionante. Já Syrin e M, enquanto isso, resolvem por chutar a polícia francesa, se vingando de um dos preconceituosos de antes e fogem do país, levando Nicole, uma menina abandonada. Destaque pra quando M crucifica o cara. A moça tem o sangue quente! É quase a Emma Frost morena.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 7

CÉLULA X

Este arco em quatro partes foca em Mercúrio e sua nova habilidade de restaurar os poderes de quem os perdeu no Dia M, graças aos cristais terrígenos dos Inumanos. Mas ele não tem controle sobre isso, acabando por desestabilizar os mutantes que passam pelo processo. Pietro passa a liderar a Célula X, um grupo que quer de volta a supremacia mutante. Dentre os membros, estão Medula, Abismo, Fatale, Ceifador Mutante, Callisto e um Blob sem poderes (sim, só o esquadrão D dos mutantes). Gosto dos mutantes menos usuais, mas só os categoria B como o Câmara e Cristal. Esses aí, com exceção da Medula e Callisto, são buchas demais. A Célula X está nas investigações do FBI e a Val Cooper pede ajuda ao X-Factor.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 13

Mercúrio sequestra Rictor, dizendo que ele pode ser a chave de salvar a raça mutante, por estar mais conectado com a Terra. Utilizando os cristais terrígenos, Pietro ativa os poderes de Rictor e pensa que, assim, conseguirá afunilar essa nova habilidade. Lupina chega no QG da Célula X, que é uma casa improvisada, e ameça contar a verdade. Que se todos estão sem poderes, é graças à Mercúrio e sua irmã. Mas antes disso, o velocista consegue jogá-la num bueiro. O X-Factor e um exército de Madrox aparecem para acabar com a farra e enfrentam os vilões de quinta, agora com os poderes renovados.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 11

Quando a briga chega ao ápice, com tiro, porrada e bomba, os efeitos colaterais dos cristais terrígenos dão às caras: um dos mutantes que recuperou os poderes explode, Rictor cai inconsciente e Abismo, Ceifador e Fatale começam a tremer, também. Com medo de explodirem, Abismo abre um portal e leva junto os outros dois para a outra dimensão, na tentativa de se salvarem, sumindo. Vendo que a batalha acabou, Callisto e Medula fogem, feridas. Rictor volta à consciência e, com uma fração de seu poder, consegue expelir os cristais do corpo de Pietro. A arte desse arco é do Khoi Pham (Demolidor).

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 12

O ISOLACIONISTA

Com a poeira abaixando, a equipe se reúne mais uma vez para decidir o rumo das coisas. Layla descobre um teste de gravidez positivo no banheiro. Seria de M ou Syrin? Ou de outra mutante? Val Cooper quer que Guido se torne uma espécie de Xerife do Distrito X. Lupina acaba dormindo com Rictor, deixando suas costas toda arranhada. Ela, que é toda católica, fica envergonhada disso, mas não nega uma segunda vez. Gosto assim! Nicolle, a menina que veio de Paris, vai passear com Layla e a ataca com uma pedra no meio da cara, deixando seu corpo cair no lago do parque.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 15

Esse último arco, em quatro partes, ocorre durante os eventos de Espécie em Extinção. Syrin e M recebem uma missão aparentemente simples: resgatar uma dupla de crianças e levá-las até os avós. Mas é uma armadilha e acabam pegas por Clay e Solo (lá da série do Madrox). Enquanto isso, surge Huber, o Isolacionista. Um mutante que consegue absorver todos os poderes e pensamentos do mundo, precisando sempre ficar dopado de remédio pra não enlouquecer. Claro que ficou feliz com a súbita diminuição de mutantes no mundo e sugere que os poucos que sobraram exijam do governo proteção, que entrem na Lei de Espécies em Extinção, que existe para prevenir e preservar espécies de plantas e animais ameaçadas. Uma ideia bem interessante que Peter David trouxe. Será que isso seria possível?

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 14

Claro que é uma faxada. Huber acha que seria mais fácil eliminar os mutantes (e assim, sua dor de cabeça) se estivessem num mesmo lugar, como o santuário para espécies ameaçadas. Até o Ciclope (com uniforme da fase Morrison!), que estava de visita, acha a ideia do santuário interessante. Mas o plano acaba afundando e Huber desmascarado, com a volta de Syrin e M da armadilha. Descobrimos que Nicolle era uma ajudante dele, além de uma robô, sendo jogada na frente de um trem por Layla, que se salvou graças a Pietro.

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 16

A batalha entre Huber e a equipe é ferrenha, mas nada de outro mundo. M rouba a cena mais uma vez, ao salvar todos. A série do X-Factor se destaca por seguir suas próprias regras, com membros carismáticos, funcionando como uma família. A dúvida de M ou Syrin estar grávida, o relacionamento entre Rictor e Shatterstar, as problemáticas duplicatas de Madrox, tudo faz a diferença. Mas acabou se perdendo em algumas burocracias, como essa inclusão no arco Espécie em Extinção com o Huber ou o Pietro, já cansado de guerra. As próximas três edições estão em Complexo de Messias, que é muito bom.

nota 7,5 d

X-Factor Investigações a Celula X e o Isolacionista 10

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br