[Review] Arma X #2 !

[Review] Arma X #2 !

Arma-X-232-capa
Nome Original: Weapon X: The Draft – Kane; Weapon X: The Draft – Marrow 
Editora/Ano: Panini, 2003 (Marvel, 2002)
Preço/ Páginas: R$2,90/ 52 páginas
Gênero: Ação/ Super-Herói
Roteiro: R. A. Jones; Christina Z
Arte: Pablo Raimondi; Brandon Badeaux
Sinopse: Quem faz um pacto com o demônio deve estar disposto a pagar o preço. E é isso que a ex-integrante dos X-Men Medula está prestes a descobrir, pois sua recém-conquistada humanidade vai lhe custar a vida de um amigo… E ainda: os agentes Kane e Jackson têm a incumbência de trazer uma nova participante para o Programa Arma X. O problema é que a explosiva Êxtase não está nem um pouco a fim de entrar no grupo.
***

Depois de uma edição bem mediana, esse mix de Arma X apresenta mais duas histórias com o recrutamento do Diretor: desta vez com as mutantes Êxtase, uma estreante no universo X, e a já conhecida e há um tempo sumida, Medula. Tanto o roteiro quanto a arte de ambas são de  autores diferentes, porém mantém uma linearidade entre uma e outra.

Weapon-X-The-Draft-KaneKane/ Êxtase: os agentes Kane e Jackson são enviados pelo Diretor para capturar a mutante Êxtase, ex-agente e parceira de Kane na Shield. Mas outros soldados já estão em busca da mulher, causando um tiroteio sem tamanho no local. O roteiro é de R. A. Jones (King of Hell) e segue uma cartilha básica: Êxtase é atacada, tenta descobrir o motivo conversando com os inimigos e acaba fugindo. Os desenhos são de Pablo Raimondi (X-Factor), com boas cenas de ação, inclusive uma bem no estilo Trinity de Matrix. Fica a seguinte dúvida: se a personagem consegue se teletransportar, por que ela não o fez quando foi atacada pela primeira vez?

Weapon-X-The-Draft-MarrowMedula: Sarah decide ajudar a Arma X se sua aparência for modificada e acabar com os ossos que crescem desenfreado em sua pele. O Diretor aceita a proposta, torna Medula “normal” e a envia numa missão complicada: matar D’Gard, ex-colega Morlock. Porém ela quer curtir o corpo novo e esquece de suas novas obrigações, até que o agente Jackson é enviado para “lembra-la”. Com roteiro de Christina Z (Witchblade) e desenhos de Brandon Badeaux (Star Wars) e ótimas sequencias de quebra-pau, essa história é mais interessante que a primeira, mas com alguns furos: a última vez que Medula apareceu nas revistas mutantes foi na fase Premium da Abril, quando sofreu um acidente no espaço e conseguiu controlar seus poderes. O que aconteceu de lá pra cá que a fez descontrolar novamente?

Arma X mantém o acabamento da primeira edição, com miolo em papel pisa brite e preço mais em conta; as capas originais também estão presentes. O número seguinte traz o especial com o Agente Zero e inicia, finalmente, a série Arma X pelo Frank Tieri, mesmo roteirista do Wolverine nesta época. As histórias até aqui estão “OK”, mas não trazem nenhuma novidade ou algo que surpreenda, fica a expectativa para as próximas.

nota 6,5 8
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br