[Review] X-Men #3 !

[Review] X-Men #3 !

x-men-233-capa
Nome Original:Uncanny X-men #387; Bishop: The Last X-Man #15; Cable #80; Wolverine #158
Editora/Ano:Panini, 2002 (Marvel, 2000/ 2001)
Preço/ Páginas: R$6,90/ 100 páginas
Gênero:Ação/ Super-Herói
Roteiro: Chris Claremont; Joseph Harris; Robert Weinberg; Joe Pruett
Arte:Salvador Larroca; Georges Jeanty; Michael Ryan; Sunny Lee
Sinopse:Segurança Máxima – Os X-Men são atacados em Nova Orleans por aliens dispostos a executar Jean Grey pelos crimes da Fênix Negra! Bishop – de volta ao nosso tempo, o mutante do futuro precisa ajudar Charles Xavier e o Komando K a derrotar Rapina! Wolverine – o mutante enfrenta a perícia mortal de Zaran, o mestre das armas! Cable – em Harmonia, Nathan conhece um futuro muito diferente do seu!
.
A edição começa com uma história da equipe principal dos X-Men, iniciando o “arco” Segurança Máxima. A maioria dos leitores deve lembrar da matança causada pela Fênix, na saga da Fênix Negra. Pois bem, atualmente a Terra é considerada um planeta hostil e intrometido devido esses fatos, que pode atrapalhar os outros lugares do complexo espacial e, com isso, os skrullsquerem acabar com esse mundo! Foi uma boa sacada de Claremont relembrar os antigos acontecimentos e mesclar aos atuais, mas não foi muito bem desenvolvido. Apesar que atualmente está acontecendo algo semelhante em Vingadores Vs X-Men.
 
x-men-233-p-C3-A1gina-1
Em X-Men Premium, o Professor Xavier largou o grupo e partiu para o espaço, junto de alguns Skrullsrenegados e mutantes (em meio a saga Dos Doze). Para nossa surpresa, ele volta nessa edição e está como líder do Komando K, formado por esse grupo, onde tenta convencer Lilandra, sua antiga paixão, de tentar impedir essa guerra entre a Terra e os demais planetas, já que é a Majestrix do Conselho Galático.
 .
É uma história morna, com destaque para o resumo da Fênix, logo no início, interessante para quem não a conhece; e a aparição do Corsário, pai do Ciclope, que acusa o professor pela morte do filho; além de Tempestade, que vai ao encontro do Pantera. Fora isso, não há nada de muito relevante. Apesar de servir como “introdução” à Segurança Máxima, a explicação dos eventos só é mostrada em X-Men Extra #3, prejudicando a já complicada história do Bishop, que é a próxima…
 
x-men-233-p-C3-A1gina-2
Mais uma vez temos referências as edições Premium da editora Abril. A série Bishop: O Último X-Man mostrava o personagem numa realidade paralela perseguindo seu eterno inimigo – Trevor Fitzroy – conhecido nesse outro mundo por Cronomante. No caminho ele fez alguns aliados e chegou ao castelo do vilão, porém o final da história não foi publicado aqui (…). Nessa edição #3, Bishop volta à linha de tempo normal, sem lembrar de muita coisa, apenas que deixou pra trás alguns amigos e de sua luta com Fitzroy. Coincidência ou não, ele é enviado até a nave de Rapina, onde o Komando K também se encontra para investigar umas mortes e a vilã está destruindo tudo feito louca. Lucas Bishop entra na luta e descobre que a terra se tornou uma prisão espacial (mas não estava sendo planejado, como foi mostrado na história anterior?). São tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo (e sem explicações) que fica difícil ler.
 .
A Panini poderia, pelo menos, ter dado uma nota explicando o que houve com o Bishop. Em seguida temos outra história envolvendo viagem no tempo, agora com o Cable. Dando continuidade à edição anterior, Nathan está realizando (mesmo a contra gosto) as “missões” das três bruxas.
 
x-men-233-p-C3-A1gina-3
Não sei se é só comigo, mas detesto histórias em realidades paralelas. Cable vai para uma terra 2000 anos no futuro, chamada Harmonia, depois volta para esta época, alguns soldados de outra dimensão (de “outra” Harmonia) chegam aqui para captura-lo ao mesmo tempo que o “vilão” da edição anterior domina o corpo de um assassino e sai destruindo tudo e a edição termina com tudo isso junto, numa confusão só. Os desenhos de Michael Ryan também não ajudam, todas as mulheres parecem ter o mesmo rosto, estando bem longe do trabalho que faria mais tarde na Marvel, como na série da Mística ou nos Novos X-Men. O único destaque fica para um mutante chamado Clareza, amigo de Irene Merryweather, que consegue absorver centenas de informações ao mesmo tempo, estando conectado a noticiários do mundo todo. Interessante que Cable tambémestá presente na primeira história… Esse é o problema com as séries paralelas, pois certos personagens ganham o poder de estar em vários lugares ao mesmo tempo… além de viajar entre as realidades, é claro.
 
x-men-233-p-C3-A1gina-4
Fechando a edição, uma história do Wolverine escrita por Joe Pruett (X-Men Unlimited) e com desenhos de Sunny Lee (Gen 13). Não chega a ser terrível como a última, do Rob Liefeld, mas está próxima. Há erros na anatomia dos personagens, além do vilão falar mesmo estando com a boca fechada em todas as cenas. A história é a de sempre: alguém é seqüestrado para atrair Logan, que vai atrás, enfrenta o vilão (quase sempre egocêntrico – e numa ilha), encontra a vítima e o enfrenta. O problema é que a vítima é Amiko de novo. Para os desavisados, eles protagonizaram uma das últimas edições de X-Men Premium, onde a menina foi seqüestrada e Wolverine foi salva-la.
 .
É, criatividade não foi o ponto alto dessa edição. O que salva é a primeira história, com o grupo principal, desenhada por Salvador Larroca (Invencível Homem de Ferro) que permanece no título por bastante tempo, e com as cores de Isanove (Torre Negra, Conan), pois as seguintes trazem o que há de mais clichê em suas séries. O acabamento continua ótimo, trazendo as capas originais de duas edições, editorial e sessão de cartas, além da inauguração do site da Panini.
nota 5,0 [
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br