[Eu Vi] The Cat Concerto (Oscar 1947 de Curta Animado) !

[Eu Vi] The Cat Concerto (Oscar 1947 de Curta Animado) !

the-cat-concerto-capa
.
Nome Original: The Cat Concerto
Direção/ Ano: William Hanna & Joseph Barbera, 1947
Roteiro/ Estúdio:  William Hanna & Joseph BarberaMetro-Goldwyn-Mayer
Duração: 7 minutos
Sinopse: Jerry está determinado a arruinar o concerto de Tom enquanto ele tenta tocar piano sem perder uma nota sequer.

Continuando a série de especiais que reunirá os vencedores desta categoria tão obscura do Oscar, ano por ano. Leia o post [Especial] O Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação para conhecer um pouco da trajetória do prêmio pela Acadêmia e o Índice dos Curtas para os já comentados.


Quarto Óscar consecutivo para Tom & Jerry, firmando o sucesso da série na era “Hanna-Barbera”, que ainda receberia outras três estatuetas. Em The Cat Concerto Tom se prepara para tocar a Rapsódia Húngara N.º 2, de Franz Liszt, e acaba acordando Jerry, que também quer tocar o piano. Assim os dois disputam nos tapas quem toca melhor. A dupla William Hanna e Joseph Barbera (produtores de séries como Flintstones, Jetsons, Scooby-Doo e Smurfs) finalizam o processo de “humanização” dos personagens, que começaram como simples gato e rato e, no decorrer dos anos, foram ganhando características humanas e diálogos.


O episódio fez bastante sucesso e se destaca pela sincronia da música. Apesar de não ser extremamente fiel (Jerry, por exemplo, quando acerta as teclas acaba tocando mais notas do que deveria), ela impressiona pelo movimento se igualar ao som, e lembrando que nessa época o processo de animação era feito manualmente. Além do solo de Rapsódia Húngara N.º 2, também é tocado composições de Frédéric Chopin, Scott Bradley e Harry Warren & Johnny Mercer, além da homônima The Cats Concerto de Franz Liszt.

É um dos poucos momentos em que Tom consegue, de fato, irritar Jerry e sair ganhando por um determinado tempo, claro. O curta foi eleito, em 1994, o 42º Melhor Animação pelo livro The 50 Greatest Cartoons, que compila os melhores curtas animados produzidos nos EUA votados por 1000 profissionais de animação. Mas apesar de suas qualidades, The Cat Concerto é mais memorável pela briga judicial que teve com o estúdio Warner.


Em 1946 a Warner lançou Rhapsody Rabbit, um curta da série Merrie Melodies e estrelado pelo Pernalonga, que também tenta tocar a Rapsódia Húngara N.º 2 e é atrapalhado por um rato que dormia no piano. Mesmo com a diferença de lançamento (5 meses), ambos foram produzidos no mesmo período e com a mesma empresa (Technicolor), que também entrou na briga, sendo acusada de enviar rascunho do roteiro de um para o outro; e tanto a Warner quanto a MGM se processaram de plágio. Não dá pra saber quem copiou quem, mas os dois são extremamente similares e, melhor ainda, com bons resultados. Confira Rhapsody Rabbit e tire suas próprias conclusões:

.

nota 9,0 b

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br