[Eu Vi] Flores e Árvores (Oscar 1932 de Curta Animado) !

[Eu Vi] Flores e Árvores (Oscar 1932 de Curta Animado) !

flores-e-C3-A1rvores-capa

Nome Original: Flowers and Trees
Direção/ Ano: Burt Gillett, 1932
Roteiro/ Estúdio: Walt Disney/  Walt Disney Productions
Duração: 8 minutos
Sinopse: Uma árvore malvada, com ciúmes de outras duas árvores apaixonadas, começa um incêndio na floresta. As flores e animais, então, tentam apagar o fogo da forma de puderem.

Iniciando a série de especiais que reunirá os vencedores desta categoria tão obscura do Oscar, ano por ano. Leia o post [Especial] O Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação para conhecer um pouco da trajetória dos curtas animados pela Acadêmia  e o Índice dos Curtas para os já comentados.
.
 
Flores e Árvores faz parte de uma série chamada Silly Symphonies, que reúne diversos curtas de animação produzidos pelo Disney. Apesar de simples, é um desenho encantador e um marco para a animação, considerado o primeiro curta comercial totalmente em cores. Depois dele, todos os outros da série foram em coloridos. Também é o filme que ganhou o primeiro Oscar de Curta Animado. Estreou em 1932 e foi um sucesso comercial e de crítica.
 
Na história, as flores e alguns animais estão acordando e se preparando para mais uma dia, até que duas árvores começam a dançar apaixonadamente. Uma árvore ranzinza observa a tudo e tenta agarrar a “moça”, sem sucesso. Irritada, ela taca fogo na floresta e resta aos habitantes do lugar tentarem apagar. A animação é bem suave, com movimentos bonitos, principalmente das folhas, e os personagens são cativantes. O cenário é bem detalhado, as imagens lá no fundo também dão o ar da graça. Hoje em dia muitos podem considera-lo bem bobinho, mas vamos lembrar que é um filme de 1932! Imagina a reação do público ao vê-lo naquele tempo, acostumados com os desenhos em preto e branco do Mickey.
 
 
A trilha-sonora é excelente, principalmente na sequencia inicial, se encaixando perfeitamente ao tema sereno da história e nos momentos mais tensos. No Brasil, ele foi lançado na coletânea Sinfonias Ingênuas, ao lado de outros curtas da série.
 
Voltando ao Oscar, a categoria de curta animado estreou em 1932 e deu à Flores e Árvores o primeiro troféu. Também foram indicados Mickey’s Orphans (Disney) e It’s Got Me Again! (Warner). A vitória se deu, principalmente, pela inovação no uso da Technicolor, pois os outros dois são em preto e branco. Mesmo assim, fico na dúvida se Mickey’s Orphans não deveria ter sido o vencedor, pois é igualmente ótimo, num curta onde Mickey e Minnie recebem uma cesta cheio de gatinhos abandonados, na noite de natal, e as pestinhas começam a destruir a casa, assistam que é bastante divertido. Nesse mesmo ano Disney recebe um Oscar honorário.
 
Como não possui diálogos, Flores e Árvores é um musical acessível à todo mundo. Recomendo bastante, principalmente para quem gosta de animação e história do cinema. 
 
nota 8,0 u
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br