[Especial] Mickey: A Quadrilha de Técnicos!

[Especial] Mickey: A Quadrilha de Técnicos!

Arcos Principais: A Quadrilha de Técnicos (Topolino e la banda dei cablatori) e A Torneira Irredutível (Topolino, Pippo e il rubinetto irriducibile).
Publicação Original/ Brasil: Topolino #3168 e #2564 (Walt Disney, 2016 e 2005)/ Mickey #905 (Abril, 2018).
Roteiro/ Arte: Tito Faraci e Rudy Salvagnini/ Lorenzo Pastrovicchio e Maria Luisa Uggetti.

A edição de janeiro da Mickey traz como história principal A Quadrilha de Técnicos, publicada na Italia em 2016 e inspirada na clássica A Quadrilha de Encanadores de 1938, do Floyd Gottfredson, considerado um dos pais do Mickey. Esse remake tem roteiro de Tito Feraci e desenhos de Rudy Savagnini, que trouxeram pros dias de hoje uma trama de 80 anos. E ainda fecha a edição uma história do Mickey com o Pateta, tentando consertar um encanamento. Review especial sem spoilers.

A QUADRILHA DE TÉCNICOS

O Mickey está com dificuldade em arranjar emprego. Afinal, ele já fez um pouco de tudo, mas não tem profissão nenhuma (ele mesmo diz que o lance de detetive é só um hobbie). Mas com muita insistência, acaba contratado como auxiliar de Joe Piper, técnico de instalação de cabos. Com o passar dos dias, o Mickey percebe algumas coisas estranhas acontecendo na casa de quem ele atende. É uma trama de mistério policial, trazendo o Comissário Joca pra tentar solucionar esses casos, com diversas sacadas e ironias interessantes no subtexto, como a entrevista de emprego que exige muita experiência. Há no desenho de Salvagnini, também, vários destaques. Um deles é a metáfora que cria no início e ao fim, relacionando o caminhar sobre a camada de gelo de um lago com a ideia de que a vida é cheia de incertezas. Nesses pontos, A Quadrilha de Técnicos sai na frente.

Algo que sempre comento nas reviews das mensais Disney é a falta de textos e artigos que ajudam a contextualizar as histórias. Inclusive já enviei um e-mail pra eles falando disso. Felizmente, nessa edição há um especial de 5 páginas sobre a original A Quadrilha de Encanadores, que inspirou essa aqui, e uma entrevista com os autores, perguntando como foi trabalhar em cima de um clássico e o processo criativo deles. Isso dá uma outra imersão na leitura. A Quadrilha de Técnicos não chega a ser surpreendente, inclusive há um corte ao final (da solução) que ficou muito abrupto e estranho, e colocado as cenas lado a lado (do original e remake) acabo sentindo aquela nostalgia pelo traço antigo, que tem seu charme. Nesse caso, o artigo e entrevista ajudam a deixar a história muito melhor. Ponto pra editora Abril, que deveria manter esse hábito.

A TORNEIRA IRREDUTÍVEL

Fecha a edição A Torneira Irredutível. O Mickey está cuidando de suas plantas e, na hora de regar, lembra que emprestou o regador pro Pateta, indo lá buscar e descobrindo que não será assim tão fácil encontrar o objeto no meio de tanta bagunça. É uma história engraçada, fazendo um link com A Quadrilha de Encanadores, já que o Mickey ajuda o Pateta a consertar toda a parte de encanamentos do banheiro. Pro bem ou pro mal, acabei descobrindo que não sou muito fã do Pateta. Ele é burro de mais, meu Deus! Chega a ser irritante em algumas partes. Fora isso, quem for fã do personagem deve aproveitar melhor, já que os desenhos de Maria Luisa Uggetti são uma graça! No geral, uma edição caprichada e com uma leitura mais completa, graças aos artigos. Só continua o mistério das capas que não tem nada a ver com o conteúdo, né non?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br