[Especial] Tio Patinhas: Natal no Orfanato e Outras Histórias!

[Especial] Tio Patinhas: Natal no Orfanato e Outras Histórias!

Arcos Principais: Natal no Orfanato (The orphan’s Christmas).
Publicação Original/ Brasil: Donald Julealbum #2013 (Walt Disney, 2015)/ Tio Patinhas #630 (Abril, 2017).
Roteiro/ Arte: Tormod Løkling, Knut Nærum/ Arild Midthun.

Em dezembro, todas as mensais Disney foram especiais de Natal e Ano Novo. A Tio Patinhas trouxe a inédita Natal no Orfanato, publicada originalmente na Noruega em 2013, como história principal. Preenche a edição outras histórias mais curtas, mas todas muito boas, reforçando que essa é uma das melhores mensais Disney pra se acompanhar, com arte e roteiros de primeira. Review especial sem spoilers!

NATAL NO ORFANATO

Durante o Natal, o Donald chama a atenção de seu tio, dizendo que ele só aparece pra comer, questionando se o velho sovina já fez o Natal de alguém feliz, pelo menos uma vez. Assim, o Patinhas acaba relembrando uma história de quando ainda era criança, quando vendia turfas pra sobreviver. O roteiro é por conta de Tormod Løkling e Knut Nærum, que traz aquele clima de filme animado, com personagens secundários carismáticos, com direito a tiques nervosos que os diferenciam e tudo, além dos desenhos lindos de Arild Midthun, tudo muito bem detalhado e fluido. Na história, o pequeno Patinhas passa de rua em rua vendendo suas turfas, quando chega num Orfanato feminino, descobrindo que as meninas estão sendo exploradas, obrigadas a trabalhar dia e noite. Além de tratar essa temática, temos várias referências aos costumes do começo do século, melhorando o contexto e sua profundidade. O desenrolar é excelente, com ele e uma garotinha investigando o dono do orfanato, tomando conta das doações que recebem e tentando salvar o dia. Uma ótima história, com doses de aventura, ação e mistério.

EXPEDIÇÃO NO ALASCA e GENTILEZAS

As histórias seguintes são menores, como a Expedição no Alasca, escrita por Stefan Printz-Påhlson  e desenhada por Mike Royer. Nela, o Patinhas precisa fazer uma expedição ao Alasca, provavelmente pra buscar algum tesouro. Ele abre três vagas para assistentes, já que o Donald não pôde ir, e temos os Irmãos Metralha que se disfarçam e se candidatam. Outra história divertida, com detalhe pro avião do velho, que sai quicando, de tão acabado que está. Já em Gentileza, escrita por Janet Gilbert e desenhada por Miguel Fernandez Martinez, ele acaba preso numa cidadezinha, depois de perder o ônibus pra Patópolis, restando se hospedar no único hotel do lugar. Mas a recepcionista (e também dona do estabelecimento) não vai muito com a sua cara e acaba cobrando um preço exorbitante. O desenrolar é hilário, com o Patinhas tentando a todo custo agradá-la pra conseguir um desconto, seja entregando flores ou chocolate, culminando numa sacada super cômica.

A SURPRESA DE NATAL e AMOR DOS PÃES-DUROS

Em Surpresa de Natal, da mesma equipe criativa de Expedição no Alasca, temos um momento difícil de se ver: quase toda a família Pato reunida. Além do Patinhas, temos o Donald, a Vovó, o Gansolino, o Professor Pardal… Todos reunidos pro Natal. Mas quando a comida acaba, eles acabam indo pra cidade e deixando os Três Sobrinhos sozinhos no sítio, pra tomar de conta. A arte é super bonita, com um Papai Noel caindo no lugar e aprontando junto das crianças. Agora em Amor dos Pães-Duros, a história mais engraçada da edição, temos mais uma tentativa da Maga Patalojika de roubar a Moedinha nº1. Nela, que é escrita por Janet Gilbert e desenhada por Carlos Mota, o Tio Patinhas encontra uma pata que é tão pão-dura quanto ele, dessas que vai no mercado só pra comer as amostras grátis! Os dois se apaixonando é hilário. Só que essa pata é tia da Maga e faz parte de uma estratagema dela. Como fã da bruxa, eu morro de rir só de olhar pra ela, e aqui os desenhos a fizeram mais sorrateira. Muito bom!

O VALE DAS BORBOLETAS-RUBIS e NATAL NA MONTANHA DO URSO

Escrita por Pat e Carol McGreal e desenhada por Andrea Ferraris, O Vale das Borboletas-Rubis trata-se de outra história muito bonita de se ver. Aliás, toda essa edição está muito linda, seguindo um estilo mais tradicional, sem tantas experimentações ou traços estilizados como nas outras mensais. O Patinhas descobre uma rara borboleta que possui pó de prata em suas asas, resolvendo ver de onde elas vem, se tem mais da preciosidade por lá. Já na última história, Natal na Montanha do Urso, inspirada na clássica Natal nas Montanhas do Carl Barks (1947), que trazia a primeira aparição do Patinhas, temos o Donald indo disfarçado de seu tio pra um evento em Patópolis, enquanto o próprio velho tenta descansar numa cabana nas montanhas. A ideia é que o Donald possa lidar com toda a galera que fica pedindo dinheiro, porém o plano dá errado quando um urso ataca a cabana e o próprio Donald passa dos limites. Um conto que fala sobre a bondade do espírito natalino, do quanto podemos ganhar ao ajudar os outros. Essa Tio Patinhas #630 talvez tenha sido uma das melhores que li até agora, desde que comecei a acompanhar, com todas as histórias muito bem narradas e desenhadas, numa pegada mais clássica, além de momentos hilários como a Maga surgindo, que fazem super a pena.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br