[Review] Fábulas Vol. 6 - Terras Natais!

[Review] Fábulas Vol. 6 – Terras Natais!

Fábulas Vol. 6 - Terras Natais Panini

Nome Original: Fables #34 ao #41
Editora/Ano: Panini, 2010 (Vertigo, 2005)
Preço/ Páginas: R$24,90/ 192 páginas
Gênero: Alternativo/ Fantasia
Roteiro: Bill Willingham
Arte: Mark Buckingham, Lan Medina & David Hahn
Sinopse: Tendo derrotado o Adversário em sua primeira investida no mundo em que habitam, os cidadãos da Cidade das Fábulas agora precisam se preparar para uma inevitável guerra total. Para um integrante das fábulas em particular, isso significa deixar a Cidade pra trás e tentar uma nova carreira como um imoral magnata de Hollywood — um caminho que ele espera levá-lo à riqueza e à imortalidade. Para outra fábula, no entanto, significa uma jornada por uma estrada muito mais perigosa — uma que percorre sinuosamente as antigas Terras Natais, levando diretamente ao coração do território inimigo, onde o mistério da identidade do Adversário finalmente será revelado!

***

Esse volume de Fábulas está imperdível e já podemos considerá-la como um dos mais importantes, também, até agora. O primeiro arco é protagonizado pelo João, enquanto o segundo é o Terras Natais do título, que traz um plot twist que acho que ninguém esperava, Bill Willingham mandando ver e mostrando como trabalhar com personagens já existentes.

Fábulas Vol. 6 - Terras Natais 1

Em João, Seja Ágil, vemos o paradeiro de João das Lorotas, que saqueou a Cidades das Fábulas e partiu para Hollywood, acompanhado da pequena Jill. Seu objetivo: construir uma produtora de filmes e produzir uma trilogia que contará as suas histórias: o primeiro de quando subiu no Pé de Feijão, o segundo quando matava Gigantes e o terceiro, mostrando sua vinda aos EUA e o fictício embate contra Lobo. A narrativa mostra como os funcionários de João o enxergava, em clima de documentário.

Fábulas Vol. 6 - Terras Natais 2

Arco pequeno e divertido, com boas sacadas. Ele ocorre durante 5 anos, mostrando que a trilogia foi um sucesso, colocando João no topo das fábulas populares. E isso é muito importante, já que a durabilidade de cada uma, assim como a imortalidade, é mantida através dessa popularidade. A felicidade dele não dura muito, já que a Jill se cansa de viver em casas de bonecas e liga pro Fera, denunciando seu paradeiro.

Fábulas Vol. 6 - Terras Natais 3

Em Terras Natais, arco em cinco partes, temos o Garoto Azul indo em busca de Chapéu Vermelho e Gepeto. Ele rouba um manto muito poderoso, que é capaz de esconder diversos itens mágicos. Já nas Terras Natais, ele enfrenta monstros e consegue se transmutar em animais e pessoas, enganando todo mundo e conseguindo chegar no reino do Adversário e seu braço direito, a Rainha da Neve. Nessa aventura conhecemos algumas outras fábulas menores e como as Terras Natais foram dominadas.

Como sabemos, algumas conseguiram fugir durante o ataque do Adversário (e fundaram a Cidade das Fábulas), mas e as que ficaram? A realidade é como qualquer outra na Idade Média. Goblins cobram impostos, há reis e rainhas, muito abuso de poder. O Garoto Azul chega na Cidade Imperial num dia importante, o dia em que o Adversário dá as caras e ouve a plebe. Depois de cinco volumes, todos ficamos curiosos em saber quem é esse tal Adversário e a expectativa valeu a pena! Enquanto isso, na Cidade, o xerife Fera contata Mogli, dando a missão de encontrar Bigby Lobo, além de condenar João Fiel, que vinha entregando informações dos refugiados às Terras Natais.

Fábulas Vol. 6 - Terras Natais 4

O Garoto Azul consegue atingir o Adversário, que se mostrou um gigante, mas descobre que ele não passa de uma marionete. Capturado pela Rainha da Neve, ele fica cara a cara com o real Adversário (Spoiler: é o Gepeto!), numa virada de jogo que me deixou de boca aberta! É como se não desse pra confiar em ninguém na série. Capturado, o Garoto Azul tem seu manto confiscado mas, mesmo assim, ninguém consegue usá-lo ou pegar as armas de dentro.

Conversando com o Adversário, ele descobre como tudo aconteceu e o que vem acontecendo, desde o refúgio das Fábulas. Depois de conquistar todas as Terras das Fábulas Europeias, o vilão já está planejando invadir o território das árabes, asiáticas e africanas. A maneira como o autor costurou todas as histórias e dividiu, acho genial. Um dos melhores momentos da série.

Fábulas Vol. 6 - Terras Natais 5

Spoilers: todos vão concordar que usar o Gepeto como Adversário foi uma boa sacada. Enquanto todos pensavam que estava sendo escravo do inimigo, ele era o inimigo. Mesmo assim, ninguém desconfia disso, ele trabalha na surdina, utilizando a marionete do Adversário como instrumento de conquista. Com seu poder de criar bonecos de madeira, encontrou uma maneira de substituir cada figura importante do reino com ele. Outro ponto alto desse volume é em relação à Fada Azul, que transformava os bonecos em pessoas reais. Gepeto conseguiu entender a natureza de seus poderes e a escravizou!

nota 9,0 ;

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br