[Review] X-Men Extra #31 !

[Review] X-Men Extra #31 !

X-Men Extra #31

Nome Original: X-Treme X-Men #24 e #25; Exiles #25; X-Statix #10
Editora/Ano: Panini, 2004 (Marvel, 2003)
Preço/ Páginas: R$6,50/ 100 páginas
Gênero: Ação/ Super-Herói
Roteiro: Judd Winick; Chris Claremont; Peter Milligan
Arte: Igor Kordey; Philip Bond; Kevin Walker
Sinopse: X-Treme Men: a fuga do reverendo William Stryker pode significar o início de um novo pesadelo para os X-Men. Começa Deus Ama, o Homem Mata 2! X-Táticos: Venus Dee Milo encontra os diários de Eddie Sawyer, a Vai Nessa! Exilados: o confronto entre os Inumanos e as forças do Homem de Ferro!

***

Depois de passar mais de um mês longe dos X-Men, volto minha leitura à cronologia ^^. Continua com duas histórias de X-Treme X-Men, dessa vez resgatando o ex-Novo Mutante Míssil, numa história protagonizada por ele e em seguida sua entrada na equipe, além da volta de William Stryker. Em X-Táticos começa o arco com os diários da Vai Nessa e Exilados termina a guerra entre os Inumanos e o Homem de Ferro.

X-Treme X-Men #24

X-Treme X-Men: a primeira história é protagonizada pelo Míssil e acontece paralelo aos eventos da Arma XII, quando ele auxilou a nova equipe de Xavier a vasculhar os escombros do acidente no túnel. É bastante pessoal, mostrando seus dramas e motivos (nada inéditos) de querer deixar a carreira como herói. Uma maneira de explicar como ele abandona os X-Men e resolve entrar para os X-Treme. É a última edição com a arte de Salvador Larroca, que desenhou todas as histórias da série até agora.

X-Treme X-Men #25

Já na segunda edição de X-Treme temos a volta de William Stryker, o reverendo que deu início à saga Deus Ama, o Homem Mata. Ele está sendo transferido de prisão e a Lady Letal invade o avião para libertá-lo. Uma surpresa a vilã aparecer, talvez para aproximar a série do filme (já que ela trabalha para ele em X-2). Claro que todos no avião morre eu os x-men são culpados pelo atentado.

X-Treme X-Men #25

X-Táticos: Vênus Dee Milo e Sr. Sensível faxinam o quarto da falecida Vai Nessa para tentar se livrar de sua memória, porém Vênus encontra seus diários e passa a lê-los escondido. Conhecemos, assim, o passado da personagem, quando não sabia utilizar seus poderes e era uma tiete da equipe, quando ainda se chamava X-Force. Os desenhos são de Philip Bond (Como Matar Seu Namorado), que segue um estilo bastante urbano e mantém o padrão da série. Interessante como a personagem morreu e continua a aparecer, talvez o Anarquista deveria ter dado adeus à revista.

Exiles #25

Exilados: a batalha dos Inumanos contra o exército do Homem de Ferro chega ao fim. Nada de muito surpreendente, até porque foi protagonizada pela Arma X e é mais uma realidade. Porém a guerra termina de uma maneira inusitada e a forma que se desenvolveu, parafraseando uma outra guerra antiga, foi bem legal. E ver o Raio Negro gritando não tem preço.

Uma edição mediana de X-Men Extra, onde as séries cumprem seu papel mas não empolgam. Com exceção de X-Táticos, sempre muito bom. A entrada do Míssil para os X-Treme ou até mesmo a volta de William Stryker não tiveram o impacto desejado. E fica o aguardo da volta dos Exilados.

nota 6,0 8

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br