[Review] Arma X #9 !

[Review] Arma X #9 !

Arma X #9

Nome Original: Weapon X #8; Emma Frost #5; Mystique #5
Editora/Ano: Panini, 2004 (Marvel, 2003)
Preço/ Páginas: R$4,90/ 76 páginas
Gênero: Ação/ Super-Herói
Roteiro: Frank Tieri; Karl Bollers; Brian K. Vaughan
Arte: Georges Jeanty; Randy Green; Jorge Pereira Lucas
Sinopse: Arma X: importantes mudanças na vida de duas peças-chave do programa – Mesmero e o Diretor – podem alterar o rumo da guerra contra Cable e o Submundo. Mística: entre fogo cruzado! Emma Frost: a jovem Emma vai aprender que certas verdades jamais devem vir à tona.

***

Edição cheia de surpresas em Arma X, com uma mudança de rumo bem inusitada para o Mesmero e o Diretor. Emma Frost enfrenta a primeira grande tragédia em sua família. Mística expandindo ainda mais sua capacidade de transmorfa.

Weapon X #8

Arma X: o autor foca na relação de Mesmero e sua mãe, doente terminal que não enxerga sua real situação graças as ilusões do filho (bem Norman Bates essa relação…). Há um conflito entre eles que deixa o mutante numa péssima situação. Cable e sua equipe observa tudo pela mini-câmera implantada e percebe ser esse o momento certo de se aproveitar dele, devido sua vulnerabilidade. Vale comentar que o desenhista deu um tapa no visual de Nathan, deixando ele bem mais jovem. Enquanto isso Dentes-de-Sabre descobre que Windsor está ajudando a libertar alguns prisioneiros e o Diretor faz uma surpresa no final.

Emma Frost #5

Emma Frost: depois de todas as brigas e revelações da família Frost na última edição, eles voltam pra casa e enfrentam novos problemas: Christian resolve morar com o namorado, já que foi demitido da empresa do pai e despachado do apartamento; Adrienne continua misteriosa e demonstrando cada vez mais possuir algum dom escondido; a Sra. Frost não quer acreditar na traição do marido, porém um toque entre ela e Emma a faz ver claramente a situação (e a deixa num semi-coma, também). A série continua muito boa e final é surpreendente.

Mystique #5

Mística: Raven tenta resolver a situação com os Sentinelas na base de Cuba, mas os dados tranquilizantes não ajudam e o General acaba liberando as máquinas para ataque. Mística, então, apela para o que sabe fazer melhor: carregar várias armas e sair matando todo mundo pela frente. Destaque para a expansão dos poderes da personagem, que Vaughan vêm trabalhando bastante. Nessa edição ela consegue criar 4 braços e dividir a própria cabeça por um curto período de tempo.

“Arma X” está sendo uma leitura muito agradável, principalmente pela série da Emma (que vem sendo minha preferida) e pelo clima mais descontraído da série-título. Mística também não fica pra trás e é interessante por mostrar outro lado da personagem.

nota 8,0 '

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br