[Review] Esquadrão Suicida & Aves de Rapina #6 !

[Review] Esquadrão Suicida & Aves de Rapina #6 !

Esquadr-C3-A3o-Suicida-e-Aves-de-Rapina-236
Nome Original: Suicide Squad #6; Birds of Prey #6
Editora/Ano: Panini, 2013 (DC, 2011)
Preço/ Páginas: R$6,90/ 52 páginas
Gênero: Ação/ Super-Herói
Roteiro: Adam Glass; Duane Swierczynski
Arte: Clayton Henry; Javier Pina
Sinopse: Arlequina está foragida e cabe ao Esquadrão Suicida trazê-la de volta. Uma incrível aventura com participação especial do Coringa. E prestes a resolver todo o mistério, as Aves de Rapina terão que lidar com controle mental em massa.
***
O Esquadrão Suicida persegue a Arlequina numa ótima história, onde a vilã relembra seus primeiros momentos com o Coringa. As Aves de Rapina encontram os Faxineiros e se aproximam de Asfixia numa trama insossa.

Suicide-Squad-236Esquadrão Suicida: Arlequina soube que Coringa morreu e causa uma confusão na prisão Belle Reeve para que possa fugir sem chamar atenção. Seu destino: o Asilo Arkham. Amanda Waller fica furiosa e manda o Esquadrão procurar a moça, custe o que custar. O destaque fica para as lembranças de Harleen, do seu primeiro contato com o Sr. C e como se apaixonou loucamente por ele ou ficou insanamente apaixonada… enfim. É uma passagem importante para a cronologia dos Novos 52, mostrando que pouca coisa mudou em sua origem. Vale comentar que o paradeiro do Coringa permanece um mistério, sendo dito apenas que sua pele foi arrancada e guardada na polícia de Gotham. O “exercito da Arlequina”, um bando de homens usando seu tradicional uniforme para protegê-la, também ficou legal. Os desenhos agora são de Clayton Henry (Exilados), bem “clean”, mantendo a típica violência (Tubarão-Rei cortando um cara ao meio…).

Birds-of-Prey-236Aves de Rapina: as meninas descobrem que os Faxineiros, agentes do misterioso vilão Asfixia são, na realidade, pessoas comuns sendo controladas mentalmente. Aos poucos elas vão encontrando esse pessoal e tentam reverter o processo com o médico-amigo da equipe. Brendan, um deles, é usado como isca para chegar à Asfixia… e finalmente a ação pode acontecer. Aves de Rapina é bastante inconstante, com cenas e personagens interessantes como Hera Venenosa cheia de tentáculos, mas que são desperdiçados com uma história bastante sem graça. Perto do final elas “brotam” na cena (?) preparadas pro combate. Espera-se mais de Hera e Canário juntas, bem mais… Os desenhos passam a ser de Javier Pina (Manhunter)

As duas séries tiveram alguns furos de roteiro nessa edição. Esquadrão, por exemplo, não explicou os acontecimentos da última edição nem o paradeiro de membros como o Diablo. A equipe também recebeu três novos membros: Savant, antigo personagem das Aves de Rapina originais; e as irmãs Holo e Fote, novas vilãs surgidas na série do Arqueiro Verde. Já em Aves de Rapina, no que deu a trama das realidades paralelas, clones, sei lá? Fecha a edição uma matéria sobre a Hera Venenosa;

nota 7,0 y
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br