[Galeria de Capas] Moonshadow !

[Galeria de Capas] Moonshadow !

Como  prometido no post A Importância das Capas + Os Melhores Capistas, começa uma nova sessão aqui no blog: as Galerias de Capas, com a reprodução das capas originais, comentários e informações a respeito do(s) desenhista(s) de alguma série em específico. E para iniciar, a série Moonshadow: Um Conto de Fadas Para Adultos.

Moonshadow é uma série em 12 edições criada por J. M. DeMatteis, publicada em 1985 pela Marvel, através de seu selo mais “adulto”, o Epic. Quase 10 anos depois, em 1994, a DC relança as edições numa versão “remasterizada”, através do selo Vertigo, além de uma edição especial intitulada Farewall Moonshadow, sendo um dos poucos títulos publicados pelas duas editoras. DeMatteis é um roteirista versátil, tendo trabalhado para a Marvel e DC, tanto em títulos de super-heróis (Espetacular Homem-Aranha, Liga da Justiça), como outros mais alternativos, como Blood – Uma História de Sangue.
 
Além da temática onírica, da arte totalmente pintada (inédita na época), o clima de fábulas, ficção científica e sátiras, as capas de Moonshadow são uma obra a parte. Todas seguem o mesmo estilo, dividida em 3 quadros onde: o primeiro possui as informações de expediente, edição, logo da editora, preço e o rosto de um senhor barbudo, presente na série; no quadro seguinte, já ornamentado, traz uma arte diferenciada e uma frase de um crítico ou escritor de quadrinhos, elogiando a série; e no terceiro quadro, também ornamentado, temos a arte principal, maior e detalhada.
 
O desenhista responsável pelas capas (assim como boa parte da arte interna) é Jon J Muth, conhecido por sua arte pintada, geralmente em aquarela, e por obras como Wolverine & Destrutor: Fusão, Lucifer: Nirvana e Mistério Divino, além de ilustrações para livros infantis e cartas do TCG Magic The Gathering. Apenas a edição 6 não foi feita por ele, e sim por Kent Robert Williams, que também ilustra algumas cenas internas.
 
Quando a DC relançou Mooshadow, todas as capas foram refeitas por Jon Muth, realizando algumas releituras, mas em sua maioria uma arte original. A divisão por quadros foi deixada de lado, com a ilustração ocupando a página inteira e o título ocupando a parte superior. A técnica em pintura continuou e, desta vez, numa forma mais polida, com mais efeitos e mantendo a simplicidade das originais, mas sem perder o clima de sonhos.
 
Dentre as 24 capas que Moonshadow recebeu destaca-se a edição #1 de ambas versões, com Moonshadow criança observando uma grande lua. O olhar, as luzes, sombras e movimentos ficaram perfeitos, além de simbolizarem toda a série. As capas da edição #2, com o vulto de uma caveira, e as da edição #5, com o protagonista utilizando asas artificiais, também se destacam.
 
(na esquerda: capa original; na direita: capa relançada)
(clique para ampliar)
 
moonshadow-2301 moonshadow-2301-vertigo moonshadow-2302 moonshadow-2302-vertigo moonshadow-2303 moonshadow-2303-vertigo moonshadow-2304 moonshadow-2304-vertigo moonshadow-2305 moonshadow-2305-vertigo moonshadow-2306 moonshadow-2306-vertigo moonshadow-2307 moonshadow-2307-vertigo moonshadow-2308 moonshadow-2308-vertigo moonshadow-2309 moonshadow-2309-vertigo moonshadow-2310 moonshadow-2310-vertigo moonshadow-2311 moonshadow-2311-vertigo moonshadow-2312 moonshadow-2312-vertigo
Para a edição especial, “Farewell Moonshadow”, Muth altera um pouco o estilo da capa, se comparada às anteriores, sendo mais “clean”, com cores mais claras, além de se passar numa rua de terra, com casas ao redor, perdendo todo ar surreal/ espacial que antes transmitia. Entretanto, numa melhor análise, podemos perceber uma meia lua bem no centro do céu, apesar de estar de dia, e o menino de costas, com mala de viagem, o jogo de sombras e a ambigüidade no título: “farewell” (despedida, em português), pode remeter à volta de Moonshadow tanto ao “espaço” quanto à “terra”, uma alusão a inocência retratada na série. Mesmo sendo a última capa e, ao mesmo tempo, diferente das anteriores, Jon Muth fez um ótimo trabalho de “despedida”.
 
Farewell-Moonshadow
Moonshadow é considerada uma das melhores séries dos anos 1980, porém é desconhecida do grande público. No Brasil, as 12 edições originais saíram entre 1990 e 1991 pela editora Globo e, no ano seguinte, relançada num único volume. Ambas versões são difíceis de encontrar e vendidas à um alto valor. Como agora é a Panini que lança material da Marvel e DC, fica a esperança de relança-la, trazendo todas as capas originais e a edição especial, ainda inédita por aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br