[Review] LJA - Liberdade e Justiça !

[Review] LJA – Liberdade e Justiça !

lja-liberdade-e-justica-capa
Nome Original:JLA – Liberty And Justice
Editora/Ano:Panini, 2004 (DC, 2003)
Preço/ Páginas: R$24,90/ 96 páginas
Gênero:Ação/ Super-Herói
Roteiro: Paul Dini
Arte:Alex Ross
Sinopse: a maior superequipe do planeta enfrenta uma ameaça espacial diferente de tudo que já combateu antes. Este novo desafio chega ao nosso planeta na forma de um vírus alienígena – um composto celular único, letal a todas as formas de vida. A doença se propaga rapidamente, desencadeando uma onda de pavor e destruição pelo mundo. De repente, uma terrível suspeita envolve a Liga da Justiça: seriam eles os responsáveis pela morte que veio das estrelas?
 .
LJA – Liberdade e Justiça faz parte da coleção de álbuns gigantes lançados entre 1999 e 2003, criados por Alex Ross e Paul Dini, sendo este o último lançado. A coleção possui o intuito de mostrar a verdadeira natureza dos heróis da DC, sem se basear em décadas de cronologia. Os quatro primeiros títulos foram lançados pela editora Abril e os dois últimos pela Panini. Em 2008, a Panini lançou o luxuoso álbum “Os Maiores Super-Heróis do Mundo” compilando os 6 títulos pela bagatela de R$129,00, sendo uma das HQs mais visualmente belas disponíveis no Brasil.
 lja-liberdade-e-justi-C3-A7a-p-C3-A1gina-1
Mas vamos nos focar em Liberdade e Justiça, lançado por aqui em 2004. Logo de cara ela chama atenção pelo tamanho (34 cm x 25 cm), maior que o formato magazine. Possui capa cartonada e o miolo em papel couché. Graficamente, a Panini realizou um trabalho excelente. A arte de Ross também chama atenção, mesmo daqueles que não conhecem o mundo dos super-heróis, por ser bem realista.
.
A dupla Dini/ Ross conhecem a fundo o Universo DC e conseguiram tirar décadas de cronologia e mudanças de personalidade que os heróis sofreram com o passar do tempo, os deixando simples e concretos, do jeito que eram, utilizando apenas o essencial de cada um. E isso é ótimo, pois o trabalho fica accessível a todos, tanto para novos quanto antigos leitores, com os heróis representando seus respectivos arquétipos, como o senso de justiça do Super Homem e a descontração do Flash.
 .
O roteiro ficou por conta de Paul Dini, conhecido por ter participado na criação das séries animadas do Batman, Superman, Justice League e outros. Seu modo de conduzir a trama é único: calmo, interessante e grandioso, mas sem exageros. As qualidades e ressentimentos dos personagens saltam das páginas, mas sem serem explícitos. Os diálogos também ajudam a concretizar a tão correta política da Liga da Justiça.
 
lja-liberdade-e-justi-C3-A7a-p-C3-A1gina-2
O time da LJA é formado pelos integrantes originais: Mulher-Maravilha, Batman, Super Homem, Flash, Lanterna Verde, Aquaman e Caçador de Marte. Eles são convocados pelo Pentágono após o surgimento de uma epidemia num vilarejo da África. As autoridades receiam que a situação saia do controle e a população se aterrorize. Equipes médicas já foram enviadas ao local, porém perderam contato, restando apenas o apoio dos super-heróis. Lá, descobrem se tratar de um vírus alienígena capaz de se reproduzir rapidamente e que ataca somente os humanos, paralisando todo o corpo. Para impedir que o vírus se propague ainda mais, Hal Jordam cria um domo em volta do vilarejo, o que impede a entrada e saída de qualquer coisa. Com o vírus isolado, ele é enviado ao laboratório de Bruce Wayne, para encontrarem uma cura.
 .
O fato da Liga isolar um vilarejo e do vírus ser alienígena causa pânico na população mundial, ainda mais pelo fato do governo não passar uma informação concreta. Está aqui o grande diferencial e trunfo de Liberdade e Justiça. J’onn J’onzz, o Caçador de Marte, e Super Homem são alienígenas; e o fato de esconderem o incidente só aumenta ainda mais a desconfiança das pessoas da nova doença. Seria a Liga responsável por trazer esse vírus?
 
lja-liberdade-e-justi-C3-A7a-p-C3-A1gina-3
A mídia encontra o momento ideal de acabar com os heróis, criando as mais diversas teorias a respeito do assunto. Ao redor do mundo pessoas quebram e saqueiam mercados, fazem reféns, vão às ruas em protesto, enquanto outros sensacionalisam e tentam tirar proveito dos mais inocentes, com o mundo virado num caos, com o medo de uma ameaça iminente. Enquanto isso, o grupo original da Liga tenta encontrar uma cura para a doença. A atitude das pessoas é aceitável, afinal de contas, o que pensaríamos de um grupo de super seres, alguns alienígenas, que agem as escondidas num momento crucial, além de possuírem poder suficiente para destruir toda a Terra?
 .
A Liga da Justiça é politicamente correta, repleta de moral e bons costumes, e é assim que eles enfrentam esse inimigo invisível, mesmo que seja preciso convocar outros membros mais “mente aberta” do grupo para conter a população. Porém esses atos são mal vistos pelo povo. Ao final, não há reviravoltas ou super explicações para o vírus, e a história de Paul Dini é concisa e direta ao ponto.
 
lja-liberdade-e-justi-C3-A7a-p-C3-A1gina-5
A arte é de Alex Ross, autor que divide opiniões. Seus desenhos são foto-realísticos, sendo extremamente reais. Sem dúvida é um estilo feito para mini-séries e especiais, que não ficaria tão bem em mensais. Em Liberdade e Justiça a arte está praticamente perfeita, assim como o roteiro. O destaque fica para a forma narrativa, em grande parte realizada na diagonal, em páginas duplas. É um espetáculo visual.
 .
O olhar da Mulher-Maravilha é penetrante, assim como a expressão dos demais personagens. A sensação de movimento também foi muito bem trabalhada, como é possível ver na correria do Flash, principalmente na cena em que ele cai no mar.
 .
LJA – Liberdade e Justiça não é uma HQ excelente, daquelas que figuram listas de “melhores”, ou que possuem uma história de suma importância ao Universo DC. Mas é um daqueles títulos onde você não encontra defeitos, com história e arte caminhando lado a lado, com personagens bem construídos, sem exageros e destacando aquilo que realmente importa: a relação entre obra e leitor.
nota 10 e
*Só uma observação: na sinopse é dito que o vírus é letal à todas as formas de vida, mas na realidade é apenas aos humanos, como é explicado na história.
lja-liberdade-e-justi-C3-A7a-p-C3-A1gina-4
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Estudante de Artes, consumidor compulsivo de HQs, amante da psicodelia, sonhos, nonsense, teorias da conspiração e colagens. Um mutante. Autor da Central dos Sonhos. + www.filfelix.com.br